DF: menina de 13 anos não volta de colégio e é dada como desaparecida


Júlia Santos Araújo foi vista pela última vez na quarta-feira (18/09/2019) após encontrar as amigas perto da escola
      A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está em busca de informações sobre uma adolescente que está desaparecida desde a tarde de quarta-feira (18/09/2019), em Taguatinga. Júlia Santos Araújo tem 13 anos e foi vista pela última vez na porta do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 15.

Segundo a família, a jovem não conhece direito na cidade e não tem costume de andar de ônibus, o que preocupa Elenice Santos, mãe da garota. Moradora da Colônia Agrícola 26 de Setembro, na mesma região administrativa, Julia saiu de casa para se encontrar com amigas perto do colégio onde estuda, como era de costume antes de entrar em classe. Após o turno, porém, a mãe foi buscá-la na unidade de ensino e não a encontrou.

Elenice relembra que, após desentendimentos familiares, a menina teria ameaçado ir embora algumas vezes. “Ela colocou umas roupas na mala, queria sair de casa há algum tempo. Disse que eu pegava muito no pé, porque não deixava ela andar de ônibus sozinha e cobrava que ela estudasse mais. Essas revoltas de adolescente. Mas estou muito preocupada, ela não sabe andar sozinha e saiu sem dinheiro, sem nada”, desabafa a mãe.

Os pais de Júlia foram à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro) registrar o desaparecimento dela. Detalharam que a garota foi vista pela última vez vestindo uma blusa de manga longa de cor cinza, um short jeans preto e um moletom do colégio amarrado na cintura. Se alguém tiver notícias sobre o paradeiro dela, pode entrar em contato pelos números (61) 98360-3663 ou (61) 98372-1346, números dos pais de Júlia.
FONTE: Metrópoles

Jornalista Mário Prata / Celular e WhatsApp 24hs/ (61) 99142-6437

Nenhum comentário

TV Mário Prata

Tecnologia do Blogger.