Feminicídio: polícia identifica mulher encontrada morta em Vicente Pires, no DF

Vítima estava nua e segurava uma tesoura. De acordo com levantamento do G1, 19 feminicídios foram registrados de janeiro a agosto no Distrito Federal.


A Polícia Civil do Distrito Federal identificou, nesta sexta-feira (30), ocorpo encontrado em estado avançado de decomposição, perto da rua do Jockey, na região de Vicente Pires, na última segunda-feira (26). A mulher estava nua, em um terreno baldio.
Segundo a 38ª Delegacia de Polícia ( Vicente Pires), a vítima é Talita Valadares de Lavôr, de 38 anos. A vítima tinha uma tesoura na mão e, no corpo dela, havia marcas de sufocamento e asfixia.
O caso é investigado como feminicídio. De acordo com um levantamento feito pelo G1, já são 19 crimes desse tipo no DF de janeiro até agosto (veja abaixo quem são as vítimas).
"Não descartamos a hipótese da ocorrência de crimes sexuais, notadamente o de estupro", diz a polícia.
Na noite desta quinta-feira (29), uma mulher foi morta a facadas em Samambaia. Ela tinha 41 anos e foi identificada como Cristiane Mendes de Sá.
Segundo a Polícia Militar, o companheiro de Cristiane, Antônio Carlos da Silva, de 46 anos, é suspeito de cometer o crime. Ele foi detido no local, na QR 413, e levado para delegacia da região. 

Quem era Talita

De acordo com a investigação, Talita Valadares de Lavôre tinha familiares no Distrito Federal. Parentes disseram que ela "tinha hábito de permanecer em situação de rua ou pernoitando na casa de conhecidos na região da Estrutural".
O último contato que Talita fez com a família foi no dia 15 de agosto deste ano. Testemunhas disseram que ela era usuária de drogas e também conhecida como Kelly.

Polícia pede ajuda

A Polícia Civil pede ajuda para elucidar o crime. Até a última atualização desta reportagem, nenhum suspeito tinha sido identificado.
Quem tiver informações, pode avisar por e-mail ou telefone:
  • Telefone 197
  • E-mail: denuncia197@pcdf.df.gov.br.

Feminicídio

De janeiro até agosto deste ano, o DF registrou, ao menos, 19 feminicídios. Os casos são acompanhados pelo G1.

FONTE: G1

Nenhum comentário

TV Mário Prata

Tecnologia do Blogger.