Últimas Notícias

PODER JUDICIÁRIO FAZ JUSTIÇA EM NOVO GAMA! DIABO LOIRO E ALANE SÃO CONDENADOS PELO HOMICÍDIO DO JOVEM RICARDO!

PEDREGAL / NOVO GAMA-GO / ENTORNO DE BRASÍLIA


DIABO LOIRO GRAVEMENTE FERIDO EM AGOSTO/2014
O fórum de Novo Gama-GO, Entorno de Brasília, amanheceu nesta quinta-feira (24), com a segurança reforçada, quem estava sendo julgado era terrível casal do crime, vulgo “diabo loiro”, o maior matador da história não só do bairro Pedregal, mas do município de Novo Gama, e a sua namorada Alane.

Diabo loiro veio do presídio da Papuda em Brasília onde cumpre pena pela tentativa de assalto a um policial aposentado, que sentou o aço no diabo e o mandou para UTI do Hospital da Ceilândia-DF. Faltou pouco para o diabo ir para o inferno, mas infelizmente, ele se recuperou e continua dando trabalho para as autoridades e aterrorizando a sociedade.
AGOSTO/2014
Unidos no crime, unidos na cadeia- Leonardo Correia de Sousa Oliveira (Léo), conhecido pelo tenebroso apelido de diabo loiro, e a sua namorada Alane Kelly Marques Cruz, foram condenados pelo assassinato do jovem Ricardo Lopes dos Santos.  
REPRODUÇÃO/FACEBOOK/2014
Réu confesso- Durante as investigações da Polícia Civil e do processo no poder Judiciário, vulgo diabo loiro se dizia inocente, mas no julgamento resolveu confessar que matou a tiros o jovem Ricardo. Orientado pelo advogado, ele só confessou porque sabia que seria condenado, e se declarando culpado teve a pena reduzida. A estratégia não funcionou como a defesa almejava, isto porque, a juíza inicialmente fixou a pena em 16 anos de reclusão, mas aumentou para 18 anos em virtude dos péssimos antecedentes criminais do diabo loiro que já possuía seis condenações por roubo, tráfico de drogas e homicídio.

Com a pena final fixada em 18 anos de prisão ele terá que cumprir em regime fechado 10 anos e 08 meses, para, só depois, solicitar o benefício da progressão de pena.

Ex-dama do crime- A namorada do diabo, Alane Kelly Marques Cruz, que se orgulhava de ser a “dama do crime” ou “princesa do crime”, agora é “dama do corró” ou “dama do xilindró”. Ela foi condenada a 16 anos por ter dado fuga ao assassino. A juíza fixou a pena inicial em 14 anos, mas aumentou para 16 anos devido aos péssimos antecedentes.
REPRODUÇÃO/FACEBOOK/2014
Dama do corró- Alane já estava cumprindo pena por tráfico de drogas e agora, vai cumprir a mais nova condenação pela morte de Ricardo. Dos 16 anos de reclusão em regime fechado, ela terá que cumprir 09 anos e 06 meses para solicitar o benefício legal da progressão de pena.
NOVEMBRO/2014
Testemunhas com medo- A mãe e a irmã de Ricardo não compareceram para depor contra o casal assassino porque foram ameaçadas de morte. Elas entram em desespero depois que o lanterneiro Marcelo foi brutalmente assassinado próximo ao local onde o seu cunhado Ricardo também foi executado. Marcelo era esposo da irmã de Ricardo que iria depor. Após a matança de diabo loiro e sua namorada, a Família de Ricardo e Marcelo vendeu a casa e está em algum lugar ainda com medo de ser a bola da vez no jogo da morte. Já que não é possível cuidar dos mortos a Família acertadamente, resolveu cuidar dos vivos e se escondeu atrás do manto do anonimato para se manter viva.

MEU DEUS!- A única testemunha ocular que decidiu depor foi a mãe de Ricardo, ela estava voltando do trabalho para casa e viu o próprio filho sendo assassinado. Emocionada ela depôs na fase inicial do processo no Judiciário e contou detalhes dramáticos, inclusive um tiro que a vítima levou no pé, que no primeiro laudo anexado ao processo não mostrou, mas no segundo laudo, lá estava o ferimento que mãe relatou em juízo. O depoimento dela foi gravado e apresentado durante o julgamento já que ela não compareceu com medo.

Violência- Ao término do julgamento os perigosos réus foram retirados do plenário do Tribunal do Júri e o policiamento se retirou, e nesse momento uma senhora descontrolada que se identificou como sendo a mãe da condenada Alane, tentou agredir o Jornalista Policial Mário Prata Netmídia, e ainda tentou arrancar o seu bloco de anotações com os dados do julgamento para serem usados nesta reportagem.

Deixa-disso- Furiosa, agressiva e disparando palavras ofensivas contra o jornalista policial, a senhora foi contida pela turma do “deixa-disso”, que a agarrou e a levou para fora do fórum. Apesar da investida violenta contra a imprensa, ela não conseguiu pegar o bloco de anotações.  

Mãe violenta, filha violenta- Pelo visto a condenada Alane teve um péssimo exemplo daquela que deveria educá-la corretamente. Infelizmente quando as mães são violentas as filhas também tendem a cometer violência, prova disso é que Alane Kelly Marques Cruz tinha acabado ser condenada a 16 anos de prisão pela prática de homicídio.

RELEMBRE O BRUTAL E COVARDE ASSASSINATO!

Data- O brutal e covarde assassinato de Ricardo Lopes dos Santos aconteceu em 22/05/14, por volta das 16:30hs, na avenida paralela a principal do bairro Pedregal.

Crime- Ricardo Lopes estava concertando o som do seu carro na Auto-Elétrica Ideal, e foi surpreendido pelo assassino diabo loiro, que desceu de um veículo Fiat Punto, cor branca e, com um pistola, atirou pelo menos 11 vezes contra a vítima que não teve como se defender e já tombou sem vida.

Fuga- Após a covarde execução diabo loiro saiu sem correria e entrou no Fiat Punto dirigido pela condenada Alane. Em seguida, o casal do crime vazou e, segundo informações de populares, diabo loira e a namorada se esconderam no lava-jato do traficante pezão.

Lanterneiro Marcelo foi a bola da vez- Durante as investigações a Polícia Civil com autorização da Justiça invadiu a casa do traficante pezão para tentar prender diabo loiro, mas ele tinha saído pouco antes da chegada da polícia. Pezão e diabo loiro cismaram que foram delatados pelo lanterneiro Marcelo, cunhado do jovem Ricardo que tinha sido executado há 30 dias. Enquanto trabalhava lixando um carro na sua oficina o lanterneiro Marcelo foi brutalmente executado pelo traficante pezão, que virou pezinho, pois foi condenado a 15 em regime fechado pelo homicídio.
Diabo- Na época, comentava-se nos quatro acantos da cidade, que diabo loiro pilotava a moto que levou e deu fuga para pezão matar o lanterneiro Marcelo. Mas por falta de testemunhas, ele sequer foi a julgamento por este crime. Pezão só foi julgado e condenado porque o GPT o prendeu em flagrante minutos após a morte de Marcelo.

IMAGENS QUE MARCARAM A CAÇADA AO DIABO LOIRO

















_____
(61) 99142-6437: WHATSAPP TV MÁRIO PRATA / PLANTÃO 24 HORAS.
_____
Postado em: 25/05/18.
____
Para meditar: “Pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos sejam soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele.” (Colossenses 1.16).









Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Mário Prata

TV Mário Prata Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens de tema por rion819. Tecnologia do Blogger.