Últimas Notícias

DF: EX-MILITAR DO EXÉRCITO É PRESO ACUSADO DE LIDERAR TRÁFICO DE ARMAS


INVESTIGAÇÕES COMEÇARAM QUANDO A PCDF PERCEBEU MOVIMENTAÇÃO DE GRUPOS VENDENDO EQUIPAMENTOS DE USOS RESTRITO OU PERMITIDO
RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES
Pelo menos 180 policiais civis estão nas ruas do Distrito Federal e Região do Entorno, nesta sexta-feira (23/3), para cumprir 65 mandados de prisão e de busca e apreensão contra o tráfico de armas. Entre os alvos da operação, batizada de Shooter (atirador), estão militares da ativa, ex-militares do Exército e da Aeronáutica, além de colecionadores.
Segundo a Polícia Civil, as investigações começaram quando a corporação percebeu a movimentação de grupos vendendo armas de usos restrito ou permitido na capital do país, alimentando outras organizações criminosas. O ex-militar Mauro de Souza Ferreira é considerado o líder do grupo. Ele foi preso com mais nove suspeitos.
Há equipes espalhadas pelas regiões do Cruzeiro, Santa Maria, Jardim Botânico, Guará, Gama, além de Valparaíso de Goiás e Novo Gama.
Carros clonados eram usados como moeda de troca no Paraguai para obtenção de armas de uso restrito das Forças Armadas

OPERAÇÃO PAIOL
Os traficantes de armas entraram na mira da PCDF no início do mês, com a deflagração da Operação Paiol. Segundo as investigações, sete armas e dezenas de munições para revólveres e pistolas eram comercializadas semanalmente por uma quadrilha desarticulada no dia 7 de março.
A origem do arsenal, que ficava nas mãos de traficantes e organizações criminosas, ainda é apurada pela 23ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Sul). A suspeita é que sejam compradas no Paraguai.
O bando, liderado pelo ex-militar do Exército Brasileiro e ex-policial militar de Goiás Pedro Henrique Freire de Santana, que está preso, teria facilidade para consegui armas curtas e longas em cidades paraguaias, fronteiras com o Paraguai. A moeda de troca, muitas vezes, eram carros roubados e furtados no Distrito Federal, que, após clonados, eram levados para comerciantes de armas paraguaios, além de celulares roubados.
Metrópoles teve acesso, em primeira mão, a imagens que flagram Pedro Santana em ação negociando a venda de armas e munições nas ruas do DF. Todas as pistolas que costumavam ser vendidas e alugadas pelo bando são de calibres 9 milímetros e .40, ambas de uso restrito das forças armadas. Cada uma era alugada por cerca de R$ 400 enquanto as munições eram vendidas por R$ 12 cada.
___
Fonte/Fotos: Portal Metrópoles

_____
Para meditar: “Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, ".  (Efésios 1: 4-5)
_____
(61) 99142-6437: TV MÁRIO PRATA WHATSAPP GRUPOS DE NOTÍCIAS / PLANTÃO 24 HORAS.
_____
Postado em: 23/03/18
CURTA NO FACEBOOK A FÃ PAGE TV MÁRIO PRATA
TV MÁRIO PRATA-PORTAL POLICIAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Mário Prata

TV Mário Prata Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens de tema por rion819. Tecnologia do Blogger.