Últimas Notícias

VÍDEO! REBELIÃO ACONTECEU APÓS ANIVERSÁRIO DE LÍDER DO PCC!

PRESOS QUE SE REBELARAM FAZIAM FESTA COM DIREITO A ‘FILA DO PÓ’ PARA LÍDER DA ALA-C HORAS ANTES, NO SEMIABERTO
Era aniversário do homem considerado braço do Primeiro Comando da Capital (PCC) na Região Metropolitana de Goiânia. O Jovem tem apenas 24 anos, mas isso não é sinônimo de falta de experiência no mundo do crime. Pouco mais de uma hora antes da “cadeia virar”, como dizem os presidiários, ele deu uma festa. Churrasco, cachaça e muita cocaína eram fornecidos aos convidados. Como em todo evento de grande importância, havia um camarote restrito. Horas depois o ambiente se tornaria palco da maior selvageria já vista em um presídio de Goiás.
Lucas Ribeiro França nasceu em 1996, mas virou o Planície — apelido dado dentro da organização criminosa. Desde dezembro deste ano, tem como endereço a Ala-C da Colônia Agroindustrial de Aparecida de Goiânia, o regime semiaberto do maior complexo prisional do Estado. A ficha criminal do aniversariante é extensa, e por isso o respeito dentro da facção. Manter os aliados em diversão, à base de drogas, álcool, música e boa vida dentro do presídio faz parte da estratégia de comando. Ele dá tudo o que pode; em troca, tem apoio e lealdade.
Entre os crimes que ele responde, estão tráfico nacional e internacional de drogas, contrabando de armas, preparação de entorpecentes para tráfico, além de formação de quadrilha. Dentro da facção ele é conhecido por dar ordens e exigir que sejam cumpridas com descrição e agilidade, além de ter pulso firme.
Era final da manhã no primeiro dia do ano, e o evento no semiaberto era o aniversário do líder do PCC. Imagens gravadas de um celular, por um dos presos, no interior da Ala-C, vazaram. O vídeo mostra homens em uma fila para usar cocaína. A droga está em porções (fileiras), sobre um pedaço de porcelanato que sobrou da obra de uma das celas. Eles entram na fila, usam a droga, inalada por um tubo de caneta e, em seguida, dão espaço para o próximo na ordem da fila.
Copos descartáveis com bebidas destiladas são vistos nas mãos. Os presos estão felizes, e logo revelam o patrocinador da farra e merecedor de tanta comemoração: “Uh, é o Planície, uh, é o Planície!”
Um dos presos faz o sinal, segurando os dedos polegar e indicador da mão e exclama: “É tudo três, Tudo nosso!” Ele acabara de fazer a reafirmação de que o evento é sob aval da organização criminosa. A expressão é dita quando o PCC faz comemorações de algo, realiza algum grande crime, ou domina alas de presídios de facções rivais. Em Goiás, a principal organização criminosa rival do PCC é o Comando Vermelho (CV), que tem maioria dos aliados nas unidades prisionais.
Nas imagens, depois de um “Parabéns para Você”, é possível ver um corredor fechado com um pedaço de fio elétrico, vigiado por um dos detentos. Ele é responsável por garantir que ninguém passe daquele limite. Ao fundo do corredor, sentados em cadeiras e de pé, estão outros criminosos. Um deles segura um facão cromado debaixo do braço. Planície não é visto nas imagens porque, segundo apurado, está ao fundo, onde todos que cantam parabéns se viram para ele. O Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) já está identificando as pessoas que aparecem no vídeo.
INVASÃO
Não é possível identificar a causa, mas horas depois da gravação do vídeo, durante a 24ª festa em homenagem ao aniversário de Planície, os convidados se revoltaram. Eles saíram da Ala-C e invadiram o espaço dos rivais, após abrir um buraco na parede que dá acesso a uma das celas. Em minutos, as alas A, B e D foram tomadas. Vísceras e cabeças de presos eram arrancadas, na selvageria.
Tiros eram disparados em rajadas. Tudo o que era visto pela frente e se conseguia quebrar, era transformado em pedaços, ou incendiado, assim como os corpos. Quem conseguiu fugir do local, saiu por todos os lados — pulando muros e cercas. O resumo total foi de nove mortos. Dois foram decapitados. Todos os corpos foram carbonizados pelas chamas.
Os mortos identificados por papiloscopia (impressão digital) são Ravel Nery de Amorim, David de Oliveira Borges e Waldevir Xavier da Silva, que estavam detidos por roubo qualificado e formação de quadrilha; Pablo Henrique Alves Silva estava preso por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte de explosivos e receptação de veículo roubado. Outros dois estavam em processo de tratamento dos corpos para fazerem tentativas de identificação por papiloscopia. Três deles estavam tão carbonizados que terão que ser identificados pela arcada dentária ou exame de DNA.
ARMA
Uma pistola de calibre .40 foi encontrada na quinta-feira (4), com Planície, em revista à cela do homem. Um kit rajada estava instalado na arma. O acessório é responsável por transformar a arma em uma metralhadora, que dá rajadas de tiros em frações de segundos. Na manhã do dia 5 também foram encontradas outras quatro armas, segundo a Polícia Militar.
VEJA COMO TUDO ACONTECEU
1º de Janeiro de 201: Motim deixa saldo total de nove mortos, 14 feridos, 106 foragidos.
2 de janeiro de 2018: Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia determina que o Tribunal de Justiça de Goiás faça vistoria e produza um relatório técnico em até 72 horas.
Ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse presídios permanecem como “moradia do crime organizado”. O ministro disse que cada unidade da federação é 100% responsável pelas cadeias que abrigam.
Governador de Goiás, Marconi Perillo afirmou ter pedido contagem de presos federais que estão no sistema carcerário de Goiás. Ele pedirá ressarcimento ao governo. Governador também pediu à ministra Cármen Lúcia que intermedeie uma reunião entre os governadores e o ministro da Justiça, Torquato Jardim.
3 de janeiro de 2018: Tribunal de Justiça de Goiás faz vistoria e produz e relatório sobre situação do Distrito Agroindustrial. O material foi encaminhado ao STF e CNJ.
Presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, informou que viaja na segunda-feira (8) a Goiás para fazer uma “blitz” no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO). Ela também vai agendar uma reunião em Brasília com o ministro Torquato Jardim, e governadores dos 26 Estados e do Distrito Federal.
4 de janeiro de 2018: No início da noite outro princípio de rebelião foi registrado. O tumulto foi causado porque detentos da ala C da Colônia Agroindustrial do regime semiaberto tentaram invadir as alas A, B e D. Houve tentativa de explosão de uma granada e troca de tiros, mas as forças policiais contiveram a situação. Não houve mortes e um preso fugiu.
5 de janeiro de 2018: Durante a madrugada, novo princípio de rebelião. Dessa vez, na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), onde ficam presos sentenciados.
Governo muda estratégia, cria nova autarquia e desmembra Administração Penitenciária da Secretaria de Segurança Pública, com nova diretoria.
_____

Para meditar: Esta palavra é digna de confiança: Se morremos com ele, com ele também viveremos; se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negamos, ele também nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo. (2 Timóteo 2:11-130
 _____

TV MÁRIO PRATA-PORTAL POLICIAL (61) 99142-6437 WHATSAPP / PLANTÃO 24 HORAS.
_____

Postado em: 06/01/18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Mário Prata

TV Mário Prata Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens de tema por rion819. Tecnologia do Blogger.